Tratamentos

Peeling químico

O peeling consiste na aplicação de um ácido na pele, o qual  vai permitir a remoção ou renovação das camadas superficiais da pele.

Existem vários tipos de peeling, superficiais, médios e profundos de acordo com o nível a que actuam.

Os peelings superficiais são praticamente indolores, causando ligeiro ardor durante minutos. Provocam uma renovação da epiderme, sem ser necessário período de recuperação. Recomenda-se a realização de no mínimo 4 peelings espaçados de 15 dias. Estão indicados em casos de manchas superficiais, poros dilatados e acne. Deve evitar a exposição solar durante os tratamentos.

Os peelings intermédios actuam a nível da derme superficial, a sua aplicação causa ardor intenso durante alguns minutos. O período de recuperação é de cerca de 1 semana, durante este período a pele escurece, descama e a face incha ligeiramente. Estão indicados em casos de manchas mais profundas, rugas superficiais e irregularidades da face. Deve evitar a exposição solar durante 2 meses.

Os peelings profundos actuam a nível da derme intermédia, a sua aplicação implica anestesia por sedação. O período de recuperação é de cerca de 3 semanas, durante este período a face incha, as camadas superficiais da pele morrem e são eliminadas sob a forma de crostas, por volta dos 15 dias surge uma pele nova, fina, vermelha que progressivamente vai retomando a cor habitual da pele. A normalização da cor pode demorar 6 meses. Está indicado em rugas muito profundas, cicatrizes profundas de acne. Ao fim de 1 mês pode maquilhar-se. Deve evitar exposição solar durante 3 meses.


voltar